Olá, seja bem-vindo (a)!
Segunda-feira, 18 de Novembro de 2019
NOTÍCIAS
23-07-2014 | 10:21
Empresas aderem ao Compromisso Nacional
O acordo reúne diretrizes para melhorar as condições de trabalho nos canteiros de obras

Duas empresas do setor da construo civil com atuao em Mato Grosso aderiram ao Compromisso Nacional para Aperfeioar as Condies de Trabalho na Indstria da Construo, desde o ano passado. O acordo rene diretrizes para melhorar as condies de trabalho nos canteiros de obras, ao contemplar os processos de recrutamento e seleo, formao e qualificao profissional, sade e segurana, representao sindical no local de trabalho e relao com a comunidade.

Para o presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Construo, Joaquim Santana, o pacto firmado entre representantes do segmento patronal e laboral fortalece a presena das entidades sindicais nos canteiros de obras. Isso fundamental para que essa melhoria das condies de trabalho realmente ocorra. Por outro lado, avalia que a organizao sindical nas empresas enfrenta a resistncia
dos empregadores, justificando a baixa adeso ao acordo no Estado.

Na opinio do presidente do Sindicato das Indstrias da Construo Civil (Sinduscon), Cesrio Siqueira, manter condies para umtrabalho decente nos canteiros de obras fundamental para melhorar o rendimento e a produtividade dos trabalhadores.

Qualificao na construo civil inferior a 1%

construo civil com qualificao comprovada em Mato Grosso inferior a 1%, segundo estimativa do Sindicato dos Trabalhadores da Construo Civil de Cuiab, Vrzea Grande e Municpios (SintraiCCM). O setor rene no Estado cerca de 60 mil trabalhadores, sendo que metade atua em Cuiab e regio metropolitana.

Segundo o presidentesindical, Joaquim Santana, para cada 200 trabalhadores de um canteiro de obras, apenas 1 possui certificado de qualificao. Para ele, as exigncias para o acesso aos cursos de qualificao deveriam ser revistas.

J cobramos do governo mudanas nas regras de acesso aos cursos porque muitos trabalhadores no tm escolaridade suficiente para garantir a matrcula, mas conhecem muito bem as funes nas obras. Em Mato Grosso, o setor da construo civil se mantm como um dos que mais empregam e continua atraindo trabalhadores de outras reas.

Mesmo assim, a indstria enfrenta dificuldades para garantir
profissionais em nmero suficiente para garantir o avano das obras. No entendimento do presidente do Sindicato das Indstrias da Construo Civil em Mato Grosso (Sinduscon/MT), Cesrio Siqueira, garantir cursos de qualificao desatrelados dos canteiros de obras no garante eficincia. Ele lembra que no ano passado, o Senai qualificou cerca de 4,5 mil em cursos profissionalizantes para a construo civil no Estado.

Aliviou pouco a carncia que havia por essa mo de obra qualificada. O ministro do Trabalho e Emprego, Manoel Dias, concorda que a qualificao profissional o grande desafio do governo. Mas, o Pronatec (Programa Nacional de Acesso ao Ensino Tcnico e Emprego) est permitindo que os trabalhadores melhorem a capacitao.

Para ele, por meio do compromisso entre o governo federal, estadual e a iniciativa privada que as condies de trabalho sero melhoradas no pas. Ele esteve em Vrzea Grande, nesta tera-feira (22), para a cerimnia de adeso de uma empresa do setor ao Compromisso Nacional para Aperfeioar as Condies de Trabalho na Indstria da Construo.

Tambm estiveram presentes o ministro-chefe da Secretaria
Geral da Presidncia da Repblica, Gilberto Carvalho, o assessor especial da Secretaria Geral da Presidncia da Repblica, Jos Lopes Feij e o governador de Mato Grosso, Silval Barbosa. (Silvana Bazani, A Gazeta)

Sindicato das Indústrias da Construção do Estado de Mato Grosso - Sinduscon-MT
Avenida Historiador Rubens de Mendonça, 4.193, Centro Político Administrativo
Centro Sindical do Sistema FIEMT - Cuiabá-MT - CEP: 78049-940 - Tel.: (65) 3627-3020
Anuncie - Política de Privacidade
2014 -Todos os Direitos Reservados
V3 Agência Web